Trabalhando no Ponteiro do Relógio


Depois de um período depressivo em termos de produtividade, elaborei uma técnica que me permitiu terminar todos os trabalhos e melhorar minha qualidade de vida.

Cronômetro.

Dodgy Ticker, por H. Chapman. (http://bit.ly/1aTCO0g)

O Problema

Nas últimas semanas antes do fim do período da UFS, acabei ficando atolado de trabalho por todos os lados, em todas as áreas. Fazendo malabarismo com tantas coisas, óbvio que acabei deixando cair vários pratos no chão. Mas foi um grande avanço em relação a vários meses anteriores, onde tive produtividade muito baixa, me sentindo “quebrado” em termos de realização pessoal.

Os problemas principais que estava enfrentando eram basicamente resultantes de falta foco, mas vou detalhar dois aspectos principais:

  • Falta de noção da passagem do tempo: “Comecei a trabalhar! Que bom, isso já é muita coisa! Agora deixa eu me recompensar olhando um pouco o Twitter e uns blogs…” Esse diálogo mental era constante nos meus dias. Eu achava que porquê ainda havia muito tempo disponível no meu dia, podia ficar abelhando nas internetz da vida. No fim do dia havia pouca coisa produzida e, várias vezes, acabava duvidando das minhas capacidades.
  • Falta de noção de progresso: Depois de um certo tempo trabalhando eu me pegava na dúvida: “O que foi que fiz até agora? Eu realmente fiz algum progresso?”. Pra mim era difícil responder a essa pergunta no meio de tantas visitas a blogs, Twitter e ainda sem saber quanto tempo eu havia trabalhado de fato. A falta de noção do progresso do trabalho e ─ mais importante! ─ da relevância daquilo que estava fazendo para o conjunto do projeto me fazia ficar desanimado sobre para onde eu realmente estava indo.

Felizmente acabei desenvolvendo meio do caminho uma maneira de me manter focado e conseguir trabalhar a toque de caixa.

A Solução

  1. No início do seu dia de trabalho, ajuste um contador regressivo (no seu celular, computador, relógio ou o que seja) para contar períodos de 30 minutos.
  2. Anote em uma folha de papel ou em uma planilha no computador o horário em que aquele ciclo começou.
  3. Quando o contador alertar o fim do ciclo, inicie outro e anote novamente o horário em que começou.
  4. Faça 4 ciclos de 30 minutos (totalizando 2 horas), então faça um intervalo de 15 minutos.

Os alertas constantes do contador lhe alertam sobre a passagem do tempo, quebrando a perda de noção da passagem do tempo, além de lhe permitir analisar rapidamente “o que eu fiz nesse período de 30 minutos?”. A técnica é ainda mais interessante para quem trabalha com “blocos de tempo”, usando pomodoro (os links estão no final do texto) ou sistemas similares.

Os resultados

Foram muito bons. Antes de adotar esse sistema, me sentia atabalhoado e sem tempo, acabei deixando passar ótimas oportunidades de trabalho, estudo e networking.

Após a implantação desta metodologia, meus resultados foram modestos pro intervalo de tempo, mas muito significativos pra mim:

  • Terminei de estudar uma sequência de tutoriais da Rachel McCollin, sobre como relacionar os novos elementos do HTML 5 com os blocos principais do WordPress (de novo, links no fim do texto).
  • Compareci pela primeira vez a um encontro do GDG Aracaju, onde conheci um povo legal, que me fez alinhar melhor minha bússola para desenvolvimento.

Mas como foi que essa solução surgiu?

Um bom acaso

Há algum tempo, procurando por boas pessoas e blogs sobre WordPress a quem seguir, conheci o blog do Andy Adams, desenvolvedor em WordPress e Ruby, que fazia um desafio aos leitores em um de seus posts: trabalhar apenas 4 horas por dia.

Por que trabalhar tão pouco? Vou deixar o próprio Andy explicar:

Seu trabalho requer 8 horas por dia? O meu requeria. Não era uma política da empresa, mas todos ficavam de olho no tempo uns dos outros.

Se você veio às 08:00, o mais cedo que você poderia sair era 17:00. 16:30 se você almoçasse na sua mesa.

A expectativa de estar no escritório durante 8 horas nos levava a um monte de bobeiras. Um bocado de jogos de ping-pong e discussões no bebedouro.

(…)

Tendo 8 horas reservadas para trabalho muitas vezes nos leva a subconscientemente esticar seu trabalho para o dia. Você vai trabalhar em coisas menos importantes. Você não vai estar constantemente progredindo.

Você pode estar trabalhando. Você pode se sentir produtivo. Mas você está sendo tão produtivo quanto pode ser?

Então Andy propõe um desafio:

No início do seu dia, descubra o que você gostaria de realizar. O que faria de hoje um dia “produtivo”? Escreva.

Comece a trabalhar: 2 blocos de 2 horas, cada. Faça uma pausa de 15 minutos entre eles. Não leia blogs ou notícias. Só comece a trabalhar, com a expectativa de que você deve terminar dentro de 4 horas.

É isso. Eu sei, não é exatamente inovador. Mas a pergunta importante é:

Olha o que você escreveu. Já terminou?

Se não, você está perto? Eu acho que já está mais do que no meio do caminho. Você tem mais 4 horas para terminar.

Se sim, ótimo! Você pode ir para casa! A menos que seu trabalho não permita isso – nesse caso, o ping-pong está lhe chamando. Ou outros trabalhos, seu workaholic.

Realmente não é algo super inovador. Tim Ferriss foi mais longe e disse que você deveria trabalhar apenas 4 horas por semana (!), mas essa já é outra conversa, outra estratégia.

Na maioria dos trabalhos intelectuais, quem precisa trabalhar por muitas horas na verdade não está trabalhando de maneira focada. Então a esta altura o que realmente importa é você se perguntar: eu estou trabalhando de forma focada? Ou estou deixando várias interrupções esticarem meu dia de trabalho?

Comente abaixo sua opinião ou suas experiências. Ou fale comigo no Twitter pra conversarmos.

Links:

Sobre a técnica Pomodoro:

http://pt.wikipedia.org/wiki/T%C3%A9cnica_Pomodoro

http://pomodorotechnique.com/get-started/

Sobre os tutoriais da Rachel Collins em WordPress:

Essa é a página oficial da série, que não tem todas as etapas:

http://code.tutsplus.com/series/creating-a-wordpress-theme-from-static-html–wp-34294

Você vai achar toda a série por essa query de busca:

http://tutsplus.com/tutorials/search?utf8=%E2%9C%93&search%5Btopic%5D=&search%5Bterms%5D=Creating+a+WordPress+Theme+from+Static+HTML+&button=

Veja também este texto ótimo de introdução da Rachel sobre o assunto da série:

http://rachelmccollin.co.uk/blog/wordpress-and-html5/

GDG Aracaju:

http://blog.gdgaracaju.com.br/

O post do Andy Adams:

http://andyadams.org/4-hour-challenge/

Sobre Tim Ferriss e trabalhar 4 horas por semana:

http://efetividade.net/2008/08/trabalhe-4-horas-por-semana-livro-recomendado-mas-com-ressalvas.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s